Como lidar com pessoas interesseiras? – FENIX RESPONDE [EP.16]
novembro 9, 2016
Ela não demonstra mais interesse. O que eu faço? – FENIX RESPONDE [EP.18]
dezembro 7, 2016
Exibir tudo

Como faço para praticar o meu jogo sem me arriscar à brigas? FENIX RESPONDE [EP.17]

Fala galera, beleza?

Mais uma quarta aqui no Blog, dia de Fenix Responde.

Lembrando que nas próximas semanas estaremos realizando bootcamps em São Paulo e Porto Alegre (este com quase 50% de desconto) e você pode ser dono de uma das ultimas vagas, para saber mais é só acessar o site da PUA Training Brasil:

www.puatraining.com.br

Bom, recado dado, vamos as duas dúvidas de hoje:

 

DÚVIDA: E aí, Fênix! Tudo bom? Meu nome é Ricardo, tenho 39 anos. E moro em Uberaba, Minas Gerais. Fênix, como faço para praticar o meu jogo sem me arriscar à brigas?

Desde que comecei a estudar sedução, vou à baladas e ao ver mulheres sozinhas, eu costumo ir abordá-las. Em muitas vezes fui intimidado por valentões que não estavam por perto da mulher no momento da minha abordagem, mas depois foram puxar brigas comigo, ignorando o fato de eu não saber que aquela mulher havia chegado ao local acompanhada por ele. Com base na sua experiência de jogo na balada, gostaria de dicas para evitar esse problema. Obrigado!

FENIXRESPONDE: Fala Ricardo, como você tá? Bom cara, primeiramente obrigado por enviar sua dúvida para o FenixResponde e participar com a gente. É muito gratificante toda vez ver a participação de assinantes vip como você e com certeza é um prazer poder responder essa questão. Vamos lá:

Cara é natural que na balada muitos caras solteiros como nós busquem abordar garotas que julguemos interessantes e que pareçam desacompanhadas, mas que na verdade, possam estar com algum namorado presente, ficante, ou até mesmo algum parente que tenha alguma atitude reativa diante de sua abordagem.

Existem alguns tipos de casos mas vou deixar os mais comuns de acontecer:

A primeira é a garota estar realmente acompanhada e isso pode desencadear algumas desinteligências, onde o namorado ou ficante em questão acaba surpreendido quando vê alguém chegando na mulher dele e não aceita bem o fator da mulher dele ter sido abordada por outra pessoa, mas o problema é que isso é bem normal, principalmente em balada.

Nessas horas de maior pressão não vejo nada demais em você se desculpar e se retirar com um simples elogio para aliviar a tensão do cara e evitar confusões maiores.

Exemplo clássico: Pô cara, não sabia que ela era tua namorada, me desculpa, vocês realmente formam um belo casal, parabéns e me desculpe mais uma vez, não tinha como eu saber.

É simples quando você abaixa a guarda mostrando para o cara que não está pra briga para que abaixe a dele guarda dele também e entenda isso como um pequeno mal entendido e que essas coisas são bem naturais em balada.

É bem complicado ficar te dizendo o que fazer antes de abordar, como saber etc.

Afinal, se não há uma questão visual explicita de que ela está acompanhada fica difícil de distinguir visualmente, portanto uma dica pra isso seria sempre avaliar bem o espaço onde esteja, mas não hesitar por ficar imaginando que ela esteja acompanhada, tire a prova e caso haja alguma surpresa, saia de forma elegante e que não crie tempo ruim ou alguma inimizade que o faça se preocupar. Seja sempre um gentleman respeitando a situação e buscando compreensão que serás respeitado e evitará confusões nestes tipos de situações.

Já no caso onde há amigos protetores, ou irmãos, ou pessoas que não possuem certo vinculo amoroso afetivo, aconselho a velha abordagem de grupo, fazendo uma social com o cara e o deixando confortável sem que ele perceba que sua intenção realmente é ficar com a garota. Já é meio caminho andado pra evitar alguma afronta ou que ele venha a te atrapalhar quando tentar ir direto ao alvo.

É bem comum em nightgame esses tipos de ocasiões, busque sempre sair da melhor forma possível para que isso não atrapalhe sua energia.

Para toda a situação projete sempre que está disposto a tomar frente para atitudes amigáveis do que partir pra confusão, porque quando isso acontece ninguém ganha e todo mundo acaba perdendo o principal objetivo da noite, que é se divertir.

Um abraço e até a próxima!

 

A segunda dúvida de hoje é do Laercio, ele fala de Moçambique:

 

DÚVIDA: Fenix sou de Moçambique  e quero saber  como agir numa determinada situação  em que eu sempre vou a casa dela e ela vem poucas vezes a minha.

E quando se trata de vir a minha casa  ela dá voltas. Usei  uma técnica  “Gelo”(ficar sem falar com ela) já passam dois  dias  e ela está  no silêncio também  como reverter  isso.

FENIXRESPONDE:  Fala Laercio, beleza?  Primeiramente gostaria de deixar um abraço pra toda a galera de Moçambique que vem aparecendo cada vez mais aqui no FenixResponde e dizer que fico muito feliz em saber que estamos com uma audiência muito boa mesmo que Moçambique fique tão longe da gente, um abraço e vamos a sua resposta:

A dica que eu tenho que te dar nessa situação é bem simples: Pare de se prender a essas técnicas porque elas não vão te levar a lugar algum e podem te afastar cada vez mais do seu objetivo. Se você quer falar com a mulher, pra que ficar esperando com que ela fale com você? Fale com ela!

Se ela não se sente confortável em ir tanto na sua casa quanto na dela e se isso propriamente dito não é algo que atrapalhe a relação, qual o problema? Busque por fazer programas diferentes também para sair um pouco da zona de rotina de vocês e surpreende-la mais.

Esqueça os joguinhos e pare de ler materiais com mais de 10 anos, use mais o seu instinto adotando características de maior direção, onde você toma as rédeas da situação e as mantem sob controle.

Um abraço!

 

 

Então galera, esse foi o Fenix Responde de hoje e caso você tenha uma dúvida, não deixe de enviar para [email protected] com seu nome, cidade e idade que nas próximas semanas estarei respondendo.

Não esqueça também de assinar a minha lista vip para receber semanalmente as minhas principais novidades.

Para treinamentos presenciais em todo o pais acesse o site da minha empresa:

www.puatraining.com.br

Estamos juntos e até a próxima!

Fernando

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *